Pesquisa

O acervo de Augusto Boal, com aproximadamente dez mil documentos, é constituído de documentos textuais, iconográficos, sonoros, audiovisuais, e bibliográficos produzidos e acumulados ao longo de sua vida como dramaturgo e escritor. Para fins de compreensão da abrangência desse acervo, consideramos como documentos textuais não só os textos das peças, entrevistas e artigos de sua autoria, como textos de outros autores encenados por ele, recortes de jornais, programas das peças e material de divulgação, além de uma vasta correspondência. Entre os documentos iconográficos, temos cerca de duas mil fotografias, desenhos, caricaturas e cartazes referentes às peças teatrais, de Boal do ou dirigidas por ele. O acervo possui ainda um volume considerável de filmes, fitas de audio e de vídeo das diversas encenações e das inumeras oficinas realizadas por Boal ao longo de sua trajetória, sobretudo após a criação do teatro do oprimido, durante seu período de exílio, em Paris, nos final dos anos 1970.



O tratamento deste acervo e sua disponibilização ao público, por meio de um sistema on line, constitui meta prioritária do IAB Esse sistema deverá ser desenvolvido em linguagem PHP ( e banco de dados em MySQL), vinculado ao site do Instituto. Para sua implantação, o acervo deverá ser totalmente higienizado, catalogado e digitalizado, antes de ser disponibilizado pela internet. Parte desse trabalho já vem sendo desenvolvido nos ultimos anos, em parceria com a UFRJ, Funarte e SESC Nacional, possibilitando a realização de inúmeros produtos – teses, livros, vídeos, exposições, entre outros.



O acervo vem sendo organizado em grandes series documentais temáticas, cujos temas correspondem a períodos da trajetória de vida do Boal, a saber: Vida familiar e estudos nos EUA; ARENA; EXILIO; Teatro do Oprimido; Retorno ao Brasil; Câmara Municipal; e Correspondência. Ao todo temos sete séries, sendo seis temáticas e uma tipológica. Dentro e cada série, operamos uma subdivisão tipológica e internamente a esses subgrupos, faremos uma ordenação cronológica das encenações. A séria correspondência será organizada por dossiês de correspondentes, em ordem alfabética, recebendo cada dossiê uma descrição única, com destaque e recuperação dos assuntos principais. Dentro de cada dossiê de correspondente, será mantida a ordem cronológica dos documentos.



Até o momento, só as fotografias e os documentos textuais da série ARENA forem higienizados, restaurados (quando necessário), parcialmente digitalizados (cerca de 300 documentos) e totalmente catalogados (800 documentos). A continuação do tratamento do acervo, bem como a construção do banco de dados para sua disponibilização na internet, dependerá basicamente da obtenção de recursos que os possibilite.